Categories
Artigos Especiais

Como deixar seu Peixe Betta em Boa Forma

Eu editei essa dica para ajudar os criadores de Betta nas dúvidas de deixar seu Betta saudável, não estou querendo causar nenhuma polêmica ao fato de induzir criadores a praticar brigas de Betta, no qual eu sou totalmente contra, mas todo criador de Bettas gosta de ter seu Betta bonito, saudável, forte e agressivo, pois isso reforça o instinto do Betta, o tornando mais selvagem como em seu habitat.

Alimentação – Esse é um fator fatal para deixar seu Betta em forma, para deixa-lo com um organismo bem equílibrado e na proporção certa de nutrição dos músculos, siga o esquema abaixo:

*Atenção, essa é uma alimentação especial, ela requêr um trabalho dobrado e um maior investimento financeiro, por isso aconselho escolher apenas um Betta de sua criação para torna-lo forte, escolha o que você mais simpatiza e que acha mais agressivo.

Das 7h:00 às 8h:00- Alimente com artêmias salinas adultas vivas, forneça em uma porção que ele poça comer em um tempo de 3 minutos.
Das 11h:00 às 12h:00-Alimente com ração da TetraMin peletilizadas(use essa ração, não aceite outra marca ou modelo), forneça em uma porção que ele poça comer em 2 minutos.

Das 15h00 às 16h:00-Alimente com pequenos pedaços de coração de boi picado, forneça devagar, deixe ele mastigar cada pedaço com calma, isso deixará sua mandíbula musculosa.

Das 19h:00 às 20h:00-Alimente com Tetra BloodWorms(siga meu mesmo conselho dito acima sobre a marca e modelo da ração), forneça uma porção que ele poça come em apenas um minuto.

Instinto – O instinto é que vai definir seu Betta de forma agressiva, um Betta sem instinto é triste e com vida cedentária, por isso é importante você reforçar o instinto do Betta, para isso siga o esquema abaixo:

Reproduza seu Betta de forma bimestral, ou seja, reproduza ele a cada dois meses, isso reforçará seu instinto agressivo e protetor(tanto de território quanto de alevinos), deixará ele mais bem disposto, treinará mais nados e desenvolverá mais músculos. É importante que você não reproduza seu Betta em intervalos menores que 2 meses, pois acontecerá um desgaste orgânico muito grande, deixando-o com uma má nutrição.

Preparação do Físico – Esse ponto é conjugado à reprodução, mas há outras maneiras de você exercitar seu Betta, siga o modo abaixo:

Deixe seu Betta em vista de um macho ou um espelho durante um tempo máximo de 2 minutos (se o seu Betta começar a bater a boca no vidro, pare imediatamente, pode feri-lo), faça isso duas vezes ao dia, uma de manhã e outra de noite, coloque também ele a vista de uma fêmea 3 vezes na semana, pois ele dará ínicio a construção do ninho de bolhas, o que é também um ótimo exercício.

Ambiente – Sem um ambiente agradável ao seu Betta ele não terá um bom desenvolvimento, por isso é importante preparar um ambiente ideal ao seu Betta, veja:
Use água descansada totalmente livre de cloro e flúor, temperatura em 27 graus, PH neutro, DH mole (8DH). O aquário deve ter no mínimo 2 litros e deve ter formato retangular. Nele você deve colocar troncos ou raízes formando “tocas” e plantas como cabomba e elodeia, muito bem plantando, formando quase um pântano.

Com essa técnica usada pelos Tailandeses você conseguirá deixar seu Betta forte e agressivo, mas atenção, repito que isso não é motivo para você coloca-lo em brigas, principalmente que será uma covardia de sua parte, colocando um Betta bem preparado com outro de físico precário, por isso apenas aprecie a arte de criar um Betta “Selvagem”.

[ad]

Categories
Artigos Especiais

Acará Disco (Synphysodon discus)

É um peixe nativo da região amazônica principalmente dos rios Negro e Madeira é de difícil reprodução em cativeiro especialmente em aquários, no entanto criadores americanos, alemães e asiáticos tem muito sucesso na criação deles e existem muitas técnicas de reprodução em cativeirio que não desconhecidas da grande maioria dos aquariófilos principalmente aqui no Brasil , mas vou descrever alguns procedimentos que podem ajudar a consegui-lo ou pelo menos mante-los com saúde em seus aquários.

Qualidade da água:
A água deve ser muito limpa , livre de amônia , nitritos e com a menor concentração possível de nitratos, para isso deve-se efetuar trocas parciais ( 20%) periódicamente , este período vai depender de vários fatores como o tamanho do aquário , quantidade de peixes e sistema de filtragem usado, a iluminação dever ser preferencialmente branda.

Alimentação:
os discos podem ser problemáticos quanto à alimentação , isto pode ser corrigido deixando-os 1 ou dois dias de jejum e depois oferecer-lhes comida em flocos ou granulada grossa, para reprodução o casal deve receber alimento vivo como tubifex , pequenas minhocas , larvas de mosquito, arêmia salina, etc. A Alimentação viva pode ser substituída pelos seus equivalentes liofolisados , se aceitarem é claro. Muitos criadores experientes preferem oferecer pastas preparadas a base de coração de boi para seus discos mais adiante vou descrever uma receita de pasta que tenho usado com sucesso na alimentação de meus discos.

Acasalamento:
Devemos colocar de 6 ou mais jovens discos em um aquário grande ( mais de 150 l) para que se formem os possíveis casais, formados os casais estes devem ser colocados em aquários indiviuais com ph ácido (+- 6,6), água bem mole e temperatura em torno de 29o a 30o C

Desova:
o casal limpa o local da desova e depois de alguns dias a fêmea deposita os ovos (cerca de 150 ovos) e o macho os fertiliza. Os filhotes nascem 4 ou 5 dias depois, durante os tres primeiros dias os alevinos sobrevivem do saco vitelino rico em alimento, depois passam a se alimentar de um muco secretado do corpo dos pais, com mais aproximadamente 1 semana eles já podem receber infusórios e nauplios de artêmia mas ainda vão precisar da secreção dos pais por mais uns 30 dias e com aproximadamente 50 dias os filhotes podem ser separados dos pais, a reprodução só se dá se a qualidade da água for ótima (mole , ácida e livre de impurezas).

Receita de pasta para discos:
Ingredientes, 250g de coração de boi bem limpo, 150g de camarões sem casca, 150g de fígado de boi, 200g de folhas de espinafre, 200g de cenoura, 1/2 maçã nacional madura, 1/2 banana madura, 1/2 lata de ervilhas escorridas e lavadas, 1 pacote de gelatina sem sabor , 3 colheres de sopa de Neston ou outro cereal para bebes e 3 colheres de sobremesa de Tetra Bits. Modo de preparo , cozinhar o espinafre e a cenoura, bater no lquidificador, coar em um pano fino para retirar o escesso de água e separar, bater os demais ingredientes no liquidificador ou moedor menos a gelatina, bata até que vire uma pasta bem homogênea, acrescente a cenoura e o espinafre, continue batendo e acrescente a gelatina aos poucos sempre batento, quando homogeinizar separe, coloque em uma panela e ferva em fogo baixo por 2 a 3 minutos, separe, espere esfriar, a pasta deve ter uma coloração marrom escura ou arroxeada mostrando que predomina o coração e o fígado sobre os vegetais se ficar verde faça novamente com menos espinafre e cenoura em seguida congele, você deve descongelar apenas a quantidade que irá usar no dia seguinte. Ofereça aos discos 3 vezes ao dia. Eu uso esta pasta e os meus discos gostam muito dela.

[ad]

Categories
Artigos Especiais

Dicas para a Compra de Peixes e Plantas

Ao chegar em uma loja o aquarista deve ter em mente o tipo de espécies que quer colocar em seu aquário como peixes de água ácida, alcalina ou neutra.Também e necessário saber o tamanho médio dos peixes e o comportamento, agressivo, calmo, territorial etc.

Sempre peça informações basicas sobre o peixes como as citadas acima.

Observe bem aquele peixe que você esta interessado veja se ele não esta parado em algum canto do aquário, se possui pintas brancas(sinal de ictio), tufos brancos pelo corpo(fungo) , comportamento anormal como nado inrregular, ou apressenta qualquer outros tipos de machucados. Dica: Se na loja em que você estiver comprando os peixes, existir outros de mesma espécie, compare-os.

O peixe deve estar bem ativo e não deve ter suas nadadeiras comidas.Pois mesmo que não haja algum tipo de sintoma de doença, ele estara muito mais suscetível a contrair uma.

Para as plantas se verifica a compatibilidade de PH e se as mesmas não estão soltando os pedaços facilmente.Folhas novas e com boa coloração indicam uma planta saudável.

Compre peixes e plantas somente em lojas limpas com aquários bem tratados e equilibrados.

Evite colocar peixes que destroem a decoração como os Oscars.

Não coloque peixes muito grandes em aquários pequenos demais.

Peixes espertos com escamas e cores bem vivas indicam um animal saudável.

As melhores plantas são aquelas que apresentam caules novos e folhas bem resistentes.

[ad]

Categories
Artigos Especiais

Nitrito, Nitrato e Amônia

Todo tipo de matéria orgânica no aquários (resto de plantas, peixes mortos, resto de comida, urina dos peixes etc…) é ou ira se transforma-se em amônia.

A amônia é altamente tóxica para os animais do aquário sejam eles plantas ou peixes podendo causar a morte dos mesmo em um curto espaço de tempo. Um tipo de bactéria que vive no filtro biológico e qual é reponsável pela primeira etapada na transformação da matéria orgânica, transforma através de acimilação a amônia em uma substância mais aceitável a vida aquática.

Com o resultado disso o Nitrito é consequencia desse processo, que pode levar algumas horas. Mesmo sendo menos tóxico é ainda assim perigoso e fatal em alguns casos.

Após isto outro tipo de bactéria transforman o nitrito em nitrato que é muito menos perigoso e que é perfeitamente consumido pelas algas do aquários, estando assim fechado o cíclo biologico. Para se medir a amônia, nitrito ou nitrato você pode adquirir os teste nas lojas do ramo.

O uso desse é muito simples, basta coletar uma pequena quatidade de água do aquário e acresentar os produtos que irão reagir químicamente dando a quantidade exata dessas substâncias. Lembre-se que é vital para a vida dos seus peixes e plantas que essas substâncias estejam dentro dos parâmetros aceitáveis para a vida nos animais.

Como na parte do processo biológico as plantas fazem parte desse ciclo, mantenha sempre uma porpoção de dois terços do aquário com plantas.

[ad]