Peixe Ramirezi

By • Apr 6th, 2010 • Category: Peixes de Água Doce

Nome científico: Microgeophagus ramirezi
Nome popular: Ramirezi

Integrante da família dos ciclídios, o ramirezi tem um comportamento pacífico e tímido no aquário, podendo conviver tranquilamente com outras espécies, num aquário comunitário, inclusive com peixes menores. A única precaução é não colocá-lo com peixes muito agressivos. Originário da Venezuela, o ramirezi possui um coloração bastante variada, por isso muitos o chamam de pierrô.

Apesar de ser uma espécie bastante resistente a doenças, ele pode vir a morrer de fome, pois é muito sensível quanto a alimentação. Por isso, nunca deixe de faltar na sua dieta uma alimentação viva, artêmia e tubifex. Outro cuidado que você deve ter é com a água, mantenha entre 22 e 26 graus, mole(aproximadamente 10 dH), pH 6,8. Coloque muitas plantas e pedras, formando cavernas para serem utilizadas como refúgio.

Os ramirezis são peixes muito comuns em aquários, graças ao seu bom comportamento( não arranca a vegetação, não faz buracos no solo, é pacífico) e sua beleza. Uma aviso importante para você que quer criar um ramirezi é que ele demora um pouco para se acostumar com seu ambiente, ficando um pouco triste no começo, isso é normal durante sua fase de adaptação. O ramirezi atinge cerca de 5 a 6 cm.

Reprodução

Quando o ramirezi está saudável e bem alimentado, sua reprodução é fácil. Basta colocar um casal, num aquário separado, com temperatura de 28 garus, água mole e ligeiramente ácida; sem cascalho e plantas. O fundo deve ser forrado por areia grossa e algumas pedras lisas, onde a fêmea depositará seus óvulos.

Após a desova o macho fertiliza os ovos e a eclosão se dá cerca de 2 a 5 dias depois. Você irá perceber como a fêmea é extremamente maternal, cuidando muito bem de sua ninhada. Os alevinos serão mantidos numa gruta pela fêmea, por alguns dias e depois saírão para nadar em cardumes. Alimente os filhotes com infusórios, náuplios de artêmia e dáfnias.

Leave Comment