Equipamentos e Acessórios

By • Nov 5th, 2009 • Category: Equipamentos e Acessórios

Todo aquarista deve ter equipamentos para ajudar a manter o aquários e o seu ecossistema em perfeito funcionamento, veja abaixo os equipamentos mais utilizados no aquarismo:

Compressor de ar: É uma “bombinha” que através de um diafragma interno faz propulsões de oxigênio, um compressor de ar é muito útil, serve para movimentar os filtro tanto externo quanto interno, serve para oxigenar e movimentar a água. As mais simples e baratas custam em torno de 12 a 16 reais, eu aconselho você ter pelo menos uma, já que é um bom investimento, pois dura para a vida inteira.

Tubos, divisores e pedras porosas: Os tubos são o que ligam o oxigênio do compressor de ar para a água, os divisores servem para dividir a potência do ar para outros caminhos, caso você queria usar em dois aquário, é só por um divisor dividindo um tubo de ar para cada aquário. A pedra porosa é um difusora de ar, deve ser usada no auxílio de oxigenação. Os tubos servem também para sinfonar a água.

Termomêtro:  Um termomêtro nunca é demais, serve para você saber a temperatura, ver se o seu aquário esta bem climatizado, fora a medição de outros aquários onde você quer transferir peixes e não ocorrer o choque térmico, que as vezes pode até ser letal ao peixes se for de forma muito brusca.

Aquecedor, termostato: Aquecedor é preciso, é muito útil mesmo, antigamente o termostato(é o que regula a temperatura certa do aquecedor, diminuindo ou aumentando conforme o caso) era vendido separadamente, e você o ligava no seu aquecedor, hoje já vende aquecedor de ponta com termostatos ótimos, mas caso você não queira esbanjar dinheiro, onde eu estou de pleno acordo, você pode comprar um aquecedor com termostato da Brasil, que custa em torno de 10 reais. Para você saber a potência em Watts que o seu aquário vai precisar, é só medir 1 Watt por litro, ou seja, se tiver 50 litros de água, compre um de 50 watts.

Redinha: Uma redinha é muito necessário em sua criação, você deve ter uma redinha para cada tamanho de peixe a criar, uma pequena, média e grande. Não pode reclamar que não quer gastar, pois redinha custa 1 ou 2 reais.

Lâmpada: Uma lâmpada no aquário seja ela incandescente ou fluorescente, é muito útil, pois a iluminação realça as cores do peixe, deixe eles mais alegres, e principalmente ajuda a planta praticar a fotossíntese, assim as plantas vão desenvolver melhor e mais saudável.

Filtro: Esse com certeza é um equipamento indispensável para um bom tratamento da água. Temos várias opções de filtros, se usarmos um filtro externo devemos trocar periodicamente o carvão e o material filtrante.

Teste de Ph: Para controlar a alcalinidade e acidez da água.

Desnatador: Quando a água vai ficando leitosa e engrossa, chegando a formar uma nata na sua superfície, isto é causado por uma elevada taxa de proteínas ou sibstâncias orgânicas. Para evitar que isso aconteça, temos um aparelho d egrande simplicidade e eficiência, o desnatador.

Ozonizador: O ozônio é um gás produzido pela passagem da corrente elétrica através do ar, transformando o oxigênio em ozônio, com 3 atómos em cada molécula.

Esterilizador de raios ultravioletas: Quando usado corretamente, traz grandes benefícios aos peixes, as plantas e outro seres existentes no aquário.

Medicamentos básicos: Medicamentos básicos, como um desinfetante da Alcon, um bacterisiticida, um parasiticida e um fungicida da Atlantis. Terramicina, ou algum outro antibiótico. Azul de metileno e pergamanto de potássio. Para o tratamento urgente de algum peixe doente.

Sacos Plásticos: Usados principalmente no transporte de peixes, armazenamento e conservação, em frio, de alimentos como carne, infusórios, vermes.

Plantador: Usado para plantação no aquário, sem necessidade do aquarista mergulhar a mão na água. Há vários modelos, todas fixando a planta e permitindo o seu plantio.

Comedouros: Empregados para dar certos alimentos aos peixes, como o tubifex, controlando para que saiam aos poucos e não se espalhem muito, perdendo-se no fundo do aquário, decompondo-se, contaminando a água e baixando seu Ph.

Pipeta: É um tubo oco de vidro. Serve para aspirar detritos do fundo do aquário. Basta colocarmos sua ponta mais fina junto a eles e, com a boca, na outra ponta aspiramos, saindo os dedritos junto com a água. Convém colocarmos uma buchinha de algodão a uns 3 cm da ponta em que estamos com a boca, para evitar que, por descuido, engulamos água suja.

Sifão: Serve para retirar os detritos do fundo do aquário, nada mais sendo do que um tubo flexível de borracha ou de plástico, de 1,50 a 2m de comp. por 1,5 a 2,5 cm de diâmetro. Uma de suas extremidades é colocada junto aos detritos q com a outra na boca, os aspiramos junto com a água.

Aspirador: Nas casas especializadas encontramos um aspirador simples e prático, para limpra o fundo do aquário, substituindo a pipeta e o sifão.

Tesouras: São usadas para podar plantas, obter mudas, para cirurgias, para necrópsias, dependendo do seu tipo e tamanho.

Pinças: De grande utilidade, servem para o plantio, para pegar vermes, caçar caramujos, fazer curativos.
Raspador: Utilizado regularmente para a raspagem das algas nos vidros do aquário.

Ficha de controle: Julgamos que todo aquário deva ter uma ficha para anotações de tudo que ocorrer nele, com as respectivas datas e outros informes, como a entrada e saída de peixes, medicações, doenças, trocas ou reposições de água. Isso evitará dúvidas e facilitará muito o manejo.

Leave Comment