Dicas para Aquarismo Marinho e de Água Doce

By • Apr 7th, 2010 • Category: Tutorials

Devido a um grande trabalho de pesquisa conseguimos colocar uma lista contendo grandes dicas de como cuidar melhor do seu aquário de água doce ou marinha. No geral o conteúdo é simples e de fácil aplicação no dia-a-dia, o que que ajudam a melhorar a qualidade de vida no seu aquário.

Gostariamos de lembrar também que essas dicas foram coletadas de diversos locais e livros do tema, e que sempre que possível estamos abertos a receber dicas ou artigos de nossos leitores para serem publicadas no site.

Em breve estaremos reformulado o site e trazer mais conteúdo sobre Aquarismo  e artigos relacionado a aquariofilia no Brasil e no mundo.

Aqui segue dezenas de dicas para você aplicar no seu Aquário em casa, cada uma delas tem sua devida aplicação e nem todas poderão aplicar ao seu caso.

  • Procure não deixar a temperatura do aquário variar mais que 3ºC por dia.
  • Estabeleça horários para alimentar os seus peixes e para desligar a luz do aquário.
  • Troque suas lâmpadas fluorescentes a cada ano.
  • Procure observar o estado geral do aquário, diariamente.
  • Faça testes de PH a cada semana. Desta forma, o seu PH nunca irá se alterar bruscamente.
  • Só coloque a mão no aquário quando for extremamente necessário.
  • De pequenas quantias de alimentos para os peixes que devem ser consumidas em no máximo 5 minutos, pois as rações que não forem consumidas fermentam e produzem poluentes para a água.
  • Ao desligar a luz do aquário, deixe a luz do ambiente onde ele está ligada por uns 5 minutos. Assim os peixes não se assustarão muito.
  • A temperatura ideal do aquário entre 24 e 28ºC.
  • Pode as plantas conforme suas necessidades.
  • As luzes do aquário devem permanecer ligadas de 10 a 14 horas por dia.
  • Não deixe o aquário receber iluminação natural direta, pois esse tipo de luz faz que se desenvolvam algas, o que não é bom.
  • Use a proporção, para peixes limpadores, de um cascudo para cada 50 litros, ou 1 limpa vidro ou coridora para cada 10 litros de água.
  • Procure alimentar mensalmente seus peixes com alimentos vivos
  • Ponha sempre bastantes plantas no seu aquário, pois elas oxigenam a água, ajudam a fazer o controle de poluentes e dão um aspecto muito bonito ao mesmo.
  • Uma forma de você saber se a água tem uma dureza total(dH) elevada ou não, é olhando as bordas do aquário. Se, após ter evaporado um pouco d’água, as bordas estiverem com uma camada branca, é porque a água é dura, mas se esta camada branca não aparecer, a água é mole.
  • Nunca coloque um tronco num aquário de água alcalina, pois o tronco vai acidificar a água.
  • Para aumentar o PH e a dureza da água acrescente meia colher de café de bicarbonato de sódio por dia, até você obter os valores desejados(sejam eles de dureza e/ou de PH).
  • Caso você tenha muitas plantas com raízes, acrescente um adubo para solo.
  • Um método de concentrar a fertilização do cascalho numa planta só, é colocando um pequeno vaso e enchendo-o com argila.
  • Evite variações bruscas de temperatura ou PH. Elas podem matar rapidamente seus peixes.
  • Não use cascalho colorido, pois além de não combinarem com um bom aquário, costumam soltar tinta e não são naturais, o melhor à usar é o cascalho de rio.
  • Para acidificar a água ponha um pedaço de xaxim bem lavado em seu aquário
  • Use sempre cascalho arredondado no solo, de cor escura.
  • As placas do filtro de fundo devem ocupar no mínimo 3/4 do solo.
  • O posicionamento da luz atrás é melhor.
  • Caso necessário, deixe uma saída do divisor de ar livre, para sair o ar excedente do compressor.
  • Posicione sempre o aquecedor no fundo do aquário e na horizontal.
  • Para peixes de hábitos noturnos monte tocas com pedras grandes.
  • Plante 1/3 da área do solo.
  • Em caso de necessidade urgente, saiba que a água do chuveiro (quente) já vem sem cloro. Deixando esfriar, você pode usá-la no aquário.
  • Todo aquário deve ser assentado sobre uma placa de isopor.
  • Troncos apenas devem ser usados para ornamentar aquários de água ácida.
  • Limpe mensalmente apenas as algas do vidro frontal usando um limpador magnético, de gilette, de esponja ou uma esponja nova de lavar louça .
  • É conveniente instalar uma torre de filtro de fundo a cada 50 cm de comprimento de aquário.
  • O volume de água do aquário calcula-se multiplicando o comprimento pela altura e pela largura e dividindo por 1000. O resultado dará em litros.
  • Escolha sempre um aquecedor na proporção de 1 Watt por litro de água.
  • Alimente os seus peixes pelo menos uma vez por semana com alimentos vivos.
  • Guarde o pote de alimentos (ração em flocos) sempre bem fechado e em local seco e arejado.
  • Pedras calcáreas (ex: mármore) mantém a água alcalina naturalmente.
  • Inclua na decoração do aquário algumas pedras grandes arredondadas.
  • Deixe a lâmpada ligada de 8 a 12 horas por dia.
  • As raízes das plantas não devem ser totalmente enterradas no solo (não sufoque a raiz).
  • Os caramujos são benéficos para o aquário, quando controlada a sua taxa de natalidade, que é alta. Eles auxiliam na faxina do aquário.
  • Existe uma variedade muito grande de alimentos em flocos. Procure variar os sabores diariamente.
  • O coração de boi crú pode ser dado raspado aos peixes. Cuidado com o tamanho.
  • Peixes comem praticamente de tudo. Faça sempre experiências com novos alimentos. Comece dando um pouquinho e observe.
  • O tamanho do alimento a ser dado aos peixes deve ser proporcional ao tamanho de suas bocas.
  • Um termostato pode ser usado para controlar a temperatura de vários aquários simultaneamente.
  • Observe sempre que algumas espécies de peixes vivem bem em cardume.
  • Crie o hábito de cheirar a água de seu aquário. Com o tempo você irá identificar quando a água não está boa, só pelo cheiro.
  • Acostume os seus peixes a horários fixos de alimentação e de acender e apagar a luz. Coordene isso.
  • Pedaços de xaxim bem lavados são usados para acidificar a água naturalmente.
  • A temperatura da água deve permanecer entre 24 e 28ºC.
  • No inverno, verifique a temperatura da água pelo menos duas vezes por dia. Cuidado com a queda brusca.
  • Uma boa opção de alimento para os peixes no inverno é a artemia salina viva. Se for difícil adquirí-la, estoque alguns podes de artemia congelada ou hidratada.
  • Um peixe albino vive melhor numa intensidade de luz moderada.
  • Para alimentar os peixes com tubifex, utilize sempre um comedouro próprio que existe à venda nas lojas. No final do dia retire o comedouro e jogue fora o que sobrou do tubifex.
  • Deixando o saquinho com um peixe recém-adquirido boiando na água por uns 10 minutos, você estará equalizando as temperaturas das duas águas e isso é muito bom para o peixe.
  • Aprenda também a equalizar as condições químicas da água. Depois de efetuar o item anterior, abra o saquinho, jogue metade da água fora e com um copinho introduza, em intervalos de 3 minutos, água do seu aquário. Ao final de 12 minutos coloque o peixe no aquário. Não jogue a água do saquinho no aquário.
  • Ao comprar um novo peixe, peça ao lojista que acondicione o saquinho plástico em um saco de papel escuro. O peixe sentirá assim menos medo.
  • Saiba que um peixe bonito e com o colorido forte na loja pode chegar em sua casa e perder a cor quando colocado em seu aquário. Isso é normal e em pouco tempo ele voltará a mostrar o seu colorido natural.
  • Um peixe de água ácida pode viver muito bem em água alcalina, e vice-versa, desde que a sua adaptação seja de forma gradativa. E depois de bem adaptado, procure nunca colocá-lo diretamente de novo em água ácida, só porque você leu que ele é um peixe de água ácida…
  • A primeira semana de qualquer peixe em um aquário é básica. Se ele se adaptar bem nesse período (com a água, alimentação e companheiros), ele viverá bem.
  • Saiba que os peixes vivem muitos anos, e não apenas algumas semanas.
  • Se você for construir um aquário de grande porte, faça o vidro do fundo bi-partido, com uma emenda. Isso aliviará a pressão da água no vidro.
  • Uma pequena variação (de 3 a 5ºC) da temperatura da água durante o dia é bom para os peixes.
  • Algas marrons ou plantas amareladas indicam iluminação insuficiente.
  • Em geral plantas que são compridas e não possuem raízes ficam melhor se plantadas em tufos (molhos).
  • Os peixes mais indicados para o principiante são: Tricogaster, Colisa, Betta. Você aprenderá muito cuidando deles.
  • Coridoras, limpa-vidros, cascudos e dojos são ótimos para nos ajudar na faxina do aquário, pois apreciam algas e restos de comida. Coloque um grupo deles depois de 30 dias do aquário montado. Não coloque antes.
  • Nunca use cascalho pontiagudo no solo.
  • Não use uma camada muito fina de cascalho sobre o filtro de fundo.
  • Não coloque o aquário sobre móveis frágeis. Cuidado com acidentes.
  • Não deixe o aquário próximo a janelas.
  • Não deixe o compressor próximo ao reator da lâmpada fluorescente.
  • Não deixe o pote de comida em lugares quentes, como próximo à lâmpadas e ao reator.
  • Muita aeração na água é ruim para as plantas.
  • Nunca retire o aquecedor ligado da água, e nunca ligue-o fora da água.
  • A bomba submersa, quando utilizada, deve trabalhar submersa mesmo.
  • Nunca troque toda a água do aquário.
  • Cuidado na troca parcial da água, a nova deve ter o mesmo pH da antiga.
  • Evite colocar juntos peixes de água ácida e outro de água alcalina. Normalmente não combinam.
  • Nunca utilize no solo cascalho colorido que solta tinta.
  • Se for construir um aquário, informe-se sobre a espessura do vidro. Não deve ser muito fino.
  • Não super-alimente os peixinhos que ficam em criadeiras. A água ficará turva e eles morrerão.
  • Em aquários recém montados, espere no mínimo 3 dias para adicionar o primeiro peixe.
  • Não bata no vidro do aquário. Os peixes se assustam.
  • Não coloque muito a mão dentro do aquário. Só se houver muita necessidade.
  • Não fique modificando sempre a decoração. Procure mexer o menos possível nele.
  • Procure não fumar ou usar aerosol perto do aquário.
  • Não esqueça de colocar uma toalha grande sobre o aquário se você for pintar o ambiente.
  • Nunca dê aos peixes biscoitos para cães, migalhas de pão ou bolachas.
  • Carpas e kinguios grandes vivem bem em tanques externos. Evite colocá-los em aquários pequenos pois arrancarão as plantas e suas fezes poluem a água. Apenastenha carpas e kinguios grandes em aquários grandes e com filtro externo forte.
  • Nunca coloque juntos peixes muito grandes e muito pequenos.
  • Não super-alimente os peixes com ração. O resto de comida poluirá a água. Evite também dar alimento em pó ou em grão, se você é iniciante.
  • Não super-povoe seu aquário. calcule sempre a proporção de 1 cm de comprimento de peixe por litro de água.
  • Não coloque plantas de superfície (aguapé, alface d´água, etc). A lâmpada queimará suas folhas e são anti-estéticas.
  • Não coloque tartaruguinhas e pitus junto com os peixes. Estes animais podem “cutucar” os peixes, principalmente à noite.
  • Procure não dar “peixes vivos” aos peixes grandes e carnívoros. Adote outras opções alimentares (fígado de galinha, coração de boi, minhoca, tubifex, etc).
  • Todo alimento se deteriora muito rapidamente, principalmente os naturais (coração de boi crú, camarão, etc). Forneça aos peixes sempre em pequenos pedaços e veja eles comerem tudo antes de colocar um novo pedacinho.
  • Os peixes comem tudo que é “bichinho”. Só evite dar a eles insetos que possuem espinhos ou ferrão.
  • Cuidado com a temperatura da água. Evite deixar abaixo dos 20ºC ou acima dos 30ºC.
  • Os peixes comem mais no calor e durante o dia.
  • O movimento de turbulência forte da água não é bom para as plantas, pois elas precisam de gás carbônico.
  • Evite introduzir medicamentos em um aquário equilibrado e com muitas plantas. Avalie sempre a gravidade da doença, separe eventuais peixes doentes e trate-os. As plantas morrem em presença de certos medicamentos.
  • Não pense que algas no fundo ou pedras esverdeadas é sujeira. Isso faz parte do equilíbrio do aquário.
  • Conchas do mar não deve fazer parte da decoração de um aquário de água doce.
  • Evite fazer manutenções em seu aquário nos dias frios.
  • Se você pretende reproduzir peixes nunca os deixe em um aquário comunitário. O casal reprodutor precisa de tranquilidade para acasalar.
  • Evite deixar seu aquário sem tampa de vidro caso você possua peixes saltadors (ex: Espada).
  • Nunca coloque pedras de mármore ou dolomita em aquários de água ácida.
  • Nunca pense que comprando dois peixes em uma loja você está adquirindo um casal. Tenha sempre num mesmo aquário grupos de peixes da mesma espécie para que formem casais naturalmente.
  • Nunca coloque peixes que nadam muito rapidamente em aquários de pouco comprimento (ex: Paulistinhas, Dânios, etc).
  • Não instale apenas lâmpadas Grolux em aquários altos (com mais de 60 cm), pois os raios luminosos desta lâmpada só são efetivos até 50 cm.
  • Nunca coloque uma luz muito forte no aquário. A luz irritará os peixes, que perderão o brilho e a cor natural.
  • Evite fornecer artemias salinas que você adquiriu vivas e estão mortas no saquinho.
  • Não esqueça de passar as artemias vivas em água corrente (use uma peneirinha) antes de fornecê-las aos peixes.
  • Nunca compre um peixe que vive bem em cardume sozinho. Compre no mínimo 5.
  • Lembre-se que a melhor maneira de tartar uma doença parasitária no aquário, sem utilizar nenhum remédio, é retirar todos os peixes e mentê-lo funcionando por 5 dias sem peixes. Depois você pode colocar os peixes de volta (que foram tratados em um aquário-hospital).
  • Não coloque sal num aquário que possui coridoras ou cascudos.
  • O Ictio nunca aparecerá em um aquário com baixa temperatura. Apenas aparecerá em um aquário que sofre constantemente quedas bruscas de temperatura.
  • Nunca deixe de checar constantemente as instalações elétricas de seu aquário.
  • Nunca traga da loja muitos peixes acondicionados em um único saquinho.
  • Evite guardar artemia viva para o dia seguinte. Dê toda a porção que você comprou no mesmo dia.
  • Se você na loja comprar peixes que estão em diferentes aquários, peça ao lojista para acondicioná-los em saquinhos separados.
  • Alguns peixes não devem ser colocados como primeiros habitantes do aquário: Tricogaster, Beijadores…
  • Não coloque muitos enfeites em seu aquário, principalmente os que soltam bolhas.
  • Os peixes dormem. Não se assuste se à noite, com a luz apagada, os seus peixes estiverem parados, próximos ao solo.
  • Não trate as plantas como “matinho”, achando que devem ser repostas periodicamente. Elas crescem muito e vivem muito.
  • Não use muitas plantas artificias.
  • Não adquira aquários com altura maior que 80 cm. Dificultará a manutenção, pois seu braço não alcançará o fundo.
  • Não ilumine seu aquário com lâmpadas coloridas (verde, azul, vermelha…).
  • Não compre um peixe sem conhecê-lo bem. Saiba ao menos o nome de seus peixes.
  • Não alimente seus peixes à noite, com a luz apagada.
  • Não esqueça de observar na compra d eum novo peixe: Olhos: têm que estar perfeitos, brilhantes; Corpo: sem arranhões e com muco protetor brilhante e cores vivas; Barriga: deve estar um pouco saliente, isto é, gordinho. Não compre peixes com a barriag para dentro; Nadadeiras: sem manchas e bem transparentes.
  • Não compre se estiverem fechadas, quebradas ou faltando pedaços; Boca: deve estar perfeita, sem feridas nem inchada; Ânus: não deve estar inchado.

4 comments on »

  1. mais novidades

  2. BOM DEMAIS DA CONTA

  3. como devo trocar agua do meu aquário ele tem 90lts,tenho só telescopio e japones

  4. Ótimo artigo, dicas muito úteis!

Leave Comment